Ultimas Atualizações
Cinema  (09-11-2018)
Ajuda de custo  (22-10-2018)
Downloads  (21-10-2018)
Requisitos  (21-10-2018)
Vídeos Tutoriais  (07-10-2018)
Análises  (05-09-2018)
Imposto Renda
Você paga IR sobre os ganhos em Renda Variável?
Sim!!!
Mais ou menos...
Não!!!
Não sabia que precisava..
Ver Resultados

ONLINE
1


Partilhe esta Página


Como não pagar imposto de renda
Como não pagar imposto de renda

 

Todos que operam no mercado de renda variável são obrigados a fazer um controle das operações mês a mês para a apuração de imposto de renda. O ganho com investimento em bolsa de valores é tributado geralmente em 15% ou 20% e deve ser recolhido até o último dia útil do mês seguinte. Vou dar umas dicas de como não pagar imposto de renda e que não tem nada a ver com sonegação!!! Se teve lucro no mês então tem que pagar o imposto de renda!!!

Pesquisando na internet sobre imposto de renda na bolsa de valores, vamos encontrar tudo e todos falando a mesma coisa... como calcular, como pagar, quando pagar, etc, etc e etc... mas ninguém fala em como não pagar sendo que você pode evitar o pagamento de imposto com operações normais na bolsa... basta equilibrar o lucro com o prejuízo dentro do mês!!! Operações de day trade não tem como escapar... mas nas operações de posição (normal) podemos driblar o imposto de renda.

Nas dicas abaixo, considero que o investidor esteja calculando corretamente o imposto de renda já abatendo os prejuízos anteriores e todas as taxas das operações.

Dica 1: Utilizar a isenção de vendas até R$ 20 mil no mês no mercado à vista. Esta isenção se aplica somente ao mercado à vista (ações). Outros mercados como opções, futuros e termo não há isenção.

Dica 2: Se está tendo lucro em operações de posição no mês e o mês está chegando ao fim, você pode zerar este lucro vendendo algum papel da sua carteira cuja operação esteja dando prejuízo e assim diminuindo ou anulando o seu lucro gerador de imposto de renda. Você pode recomprar o papel no dia seguinte após a compra. Risco: o papel vendido abrir subindo no dia após a venda.

Dica 3: Comprar antes da data-ex algum papel que irá pagar dividendos, juros ou bonificação e depois vender a partir da data-ex. A compra deve ser feita antes da data-ex para você ter direito ao recebimento do provento. Fazendo estas operações, na data-ex o valor do papel sofrerá o desconto do provento que será recebido e este desconto você pode considerar como prejuízo na operação diminuindo ou zerando o imposto de renda do mês. Se o papel não cair, você não terá prejuízo pois receberá o provento. Note que o pagamento do provento não acontece de imediato demorando alguns dias ou até meses para a efetivação do depósito. Risco: o papel comprado abrir caindo na data-ex.

Dica 4: Operar ações isentas de imposto de renda pela medida provisória 651/14 (Convertida na lei 13.043 de 13/11/2014). As operações isentas devem ser realizadas entre 09/07/2014 e 31/12/2023. O investidor deve ficar atento ao fato de que é vedada a compensação de perdas ou prejuízos incorridos na alienação destas ações. Cuidados também devem ser tomados devido a falta de liquidez destas ações que podem gerar grande volatilidade tanto para cima quanto para baixo. Atualmente as ações isentas são: AGRO3, CRDE3, FRTA3 (antiga RNAR3 - em recuperação judicial), GSHP3, NUTR3 (em recuperação extrajudicial), SNSL3 e PRIO3 (antiga HRTP3).

Faça os cálculos considerando as corretagens e taxas envolvidas nas operações assim como a tendência do papel que será envolvido para ver se vale o risco. Em todas as dicas, a VENDA deverá ser realizada dentro do mesmo mês do fato gerador do imposto de renda.

Todas estas dicas são previstas dentro das regras de imposto de renda.